Paris além dos cartões postais - Jornalista a Bordo
23
dez/2013
Paris além dos cartões postais

 

 

Paris é muito mais do que entrar no Louvre, Pompidou, D’Orsay, Rodin, tirar foto da Torre Eiffel, Arco do Triunfo ou passear na Champs Elysées. Esse é um dos motivos que me faz amar essa cidade, que apesar de simbolizada por qualquer um desses cartões postais, têm muito a nos oferecer. A receita é clássica, não fui eu que inventei. Para aproveitar Paris ao máximo, é preciso conjugar o mais parisiense dos verbos: flâner, no bom português seria flanar, ou caminhar sem destino em busca de experiências exclusivas, mergulhar na história, afogar-se em emoções, viver cultura, beleza e arte.

Paris

A convite da revista Noivas Bahia, resolvi compartilhar com vocês alguns lugares interessantes que fogem do roteiro turístico convencional e experiências exclusivas e únicas que vão do luxo ao underground, e porque não pirotesco? Existe o luxo que está no imaginário do turista, o das avenidas Champs Elysées, Montaigne, essa última a mais cara de Paris, onde o luxo é ostensivo e facilmente identificado. Em menos de um quilômetro estão as principais grifes mundiais como Dolce & Gabanna, Valentino, Prada, Calvin Klein, Louis Vuitton, Chanel, entre outras. Há também restaurantes de primeira linha, ateliês de estilistas famosos e emergentes. Mas existe o luxo exclusivo e discreto que é a verdadeira essência do luxo francês, com experiências únicas, personalizadas e exclusivas, como o da rua Saint Honoré, Palais Royal e entorno, onde concentram-se boa parte das marcas de luxo que, na maioria das vezes são pequenas e discretas.

PARIS-TORRE-EIFEL

 

Paris, muito além dos cartões postais

PARIS-CHAMPS

Champs-Elysées

Ainda na Saint Honoré, um passeio imperdível é conhecer a primeira loja da Maison Chanel, na Rue Cambom, sem dúvida, uma experiência a parte, entrar pelo hall com a escadaria de espelhos e imaginar Coco Chanel no alto da escada assistindo os desfiles, como mostrado no filme. Simplesmente emocionante, sem falar na arquitetura da loja. Para finalizar, que tal uma passada na casa de chá Angelina (Rue du Rivoli, 226) para saborear o melhor chocolate quente do mundo? Esta porção cremosa e aveludada leva o conceito chocolate a uma experiência única. Fundada em 1903, o Angelina tem um estilo da belle-époque e foi frequentada por Proust, Coco Chanel, Audrey Hepburn.

laduree-paris

RUE CAMBON: THE WORLD OF COCO CHANEL

rua-Saint Honoré

Outro lugar pouco desvendado pelos turistas e um dos meus preferidos, que tem a cara dos parisienses, do hype ao underground, tudo reunido num perímetro mágico é o Le Marais, conhecido por ser o bairro gayfriendly, onde a comunidade gay de Paris conseguiu transformá-lo em um dos centros mais diversificados da cidade, reunindo desde museus tradicionais, a lojas conceituais, galerias de artes, mercados públicos com variedades internacionais, feiras de antiguidades, restaurantes, cafés e lounges. É um bairro intenso, que vive 24 horas por dia, todos os 365 dias do ano.

Outro roteiro imperdível é o Saint-Germain-des-Près, o bairro com um clima tipicamente parisiense, intelectual, elegante e descontraído, onde você vai encontrar os dois cafés mais famosos da cidade, o Les Deux Magots e o Café de Flore, freqüentados por Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir. Atualmente o endereço mais disputado do bairro e com filas quilométricas é o Relais de l’Entrêcote, restaurante que serve um único prato: filé fatiado, coberto com molho secreto, servido com batatas fritas, antecipado de salada com nozes e molho de mostarda dijon. De comer ajoelhada…

No coração do Saint-Germain, vale visitar também mais alguns pontos essenciais do mundo da arte do luxo. Cada loja tem uma identidade única, como o Leblanc Huilerie, o artesanato de alta qualidade, a perfumaria Fragonard, Rauph Lauren, Sonia Rykiel, entre outras. A alguns passos do Saint-Germain-des-Près, encontramos o Jardim de Luxemburgo, um dos lugares mais bonito de Paris. Se o tempo estiver ensolarado, que tal reunir a família para um piquenique? Para torná-lo inesquecível sugiro uma visita à Grande Epicerie de Paris, supermercado de luxo do grupo Le Bon Marché. Queijos, frios, iogurtes, sucos, vinhos e sanduíches, tudo de dar água na boca e de qualidade inquestionável.

PARIS-JORNALISTAABORDO

paris-fashion-week-haute-couture

JARDIM-DE-LUXEMBURGO

PARIS-JORNALISTAABORDO

PARIS-Saint Honoré 

JARDIM-DE-LUXEMBURGO
Quem vai a Paris também não pode deixar de tomar um belo chá da tarde na Ladurée, que faz o mais famoso macarron da França. Alguns lugares são obrigatórios, como o Budha Bar, o Café Marly e jantar no movimentado bairro das noites parisienses, Oberkampf. Nessa última viagem a minha melhor descoberta gastronômica foi o recém inaugurado Miss Ko, restaurante conceito de Philippe Starck, esquina com a Champs Elysées. Miss Ko tem ares de lounge, mas é um restaurante com decoração futurista-kitsch, projeções nas paredes, mesas coletivas que são telas de TV e paredes ilustradas pelo artista David Rochline, além de muita gente bonita.

MISSKO

missko-paris-restaurante

missko-paris

O novo restaurante conceito de Philippe Starck , Miss Ko, fica na avenida George V quase esquina com a Champs Elysées, uma região mais conhecida pelo chic tradicional, tipo Matignon, l’Avenue, ficamos tão apaixonados pelo menu e tratamento dos garçons que voltamos para jantar na nossa última noite em Paris. Os pratos são sugestivas reinterpretações do chef, exalando aromas e garantindo sabores inéditos, enquanto rolam boa música, exposições fotográficas e sessões de cinema, entre outros eventos regulares.




Carolina Felippi